192.168.01 – Login do Roteador Wi-Fi e Definição do IP

Um dos aparelhos com os quais as pessoas mais convivem é o roteador, fazendo parte das conexões tanto no trabalho quanto nos computadores domésticos (pelo qual acessaremos o ip 192.168.01), esse equipamento é o usado para que se navegue pela rede, inclusive usando os dispositivos móveis.

Caso você esteja com pressa, faça o seguinte:

  • Conecte seu PC e o Roteador por um cabo de rede comum;
  • Acesse pelo navegador o endereço 192.168.1.1, 192.168.0.1 ou 192.168.01
  • Verifique na parte inferior do seu roteador o Admin e Senha do Roteador;
  • Digite-os e você terá acesso ao painel configuração do seu modem.
  • O mesmo se aplica se um repetidor for configurado.
  • É apenas isso.

Normalmente, eles têm a configuração bem acessível a todos os tipos de internautas e, na realidade, essa configuração é um ponto relevante, já que a falta dela não permite que ninguém navegue.

Para realizar essa configuração, os seus usuários precisam unicamente de um endereço de IP e, apesar de tanta variedade dessas sequências que se veem na Internet, existem as que estão erradas e também as que não servem para esse tipo de ação.

O 192.168.01 está incluído dentre os que estão errados, mas unicamente porque não se tem um simples ponto após o número zero: o 192.168 01 sendo transformado em 192.168.0.1 pode ser empregado para essas configurações.

Vídeo de Configuração

Para que usar o 192.168.01?

De fato, essa sequência numérica pode ter uma utilidade única: é a de rastrear algum equipamento que esteja conectado.

Afora essa utilidade, é bastante difícil que esse IP seja empregado para qualquer configuração porque ele é considerado inexistente.

Por isso, só se pode fazer instalações e alterações quando se usa a versão com o ponto entre o número zero e o número um.

Uma vez que se usa essa versão, os internautas precisam definir um login ou inserir aquele que a empresa do roteador enviou a eles.

Para conferir se existe um login pré-definido, é preciso que se olhe no manual de instruções e que se esteja preparado para fazer um login próprio no caso de não haver nenhuma indicação da fábrica.

Com esse login já tendo sido definido, é o momento de os usuários desse roteador passarem elas diferentes abas para observar todas as opções que estão inseridas ali, inclusive as referentes à configuração do wireless.

Essa aba precisará ser olhada porque ela tem um campo chamado “nome” que, sem estar preenchido, não permite que exista uma distribuição de wireless. Perto desse campo, os internautas também podem escolher uma senha para essa conexão.

Um detalhe é que alguns roteadores apresentam, nessa seção de configuração, itens desconhecidos para eles. A razão é que alguns termos técnicos que são associados às funcionalidades podem deixar os usuários leigos confusos e, para esses, é indicado que se modifique o mínimo.

No caso de algum internauta não entender o que determinada funcionalidade significa, é melhor que ela não seja alterada.

Manutenção referente ao 192.168.01

Primeiramente, os internautas que se enganam e inserem o IP errôneo não necessitarão tratar do seu dispositivo porque não ocorrem danos.

Há configurações que precisam de reinicialização para que os equipamentos aceitem-nas e os usuários precisarão lembrar-se de reiniciar todas as coisas em conjunto: se é reiniciado o roteador, cada um dos dispositivos que o utilizam também vai ser reiniciado.

O desligamento, contudo, costuma ajudar mais na conexão do que a simples reinicialização e, novamente, todas as coisas serão desligadas em conjunto por uns 2 minutos.

Deixe um comentário